EMBALAGEM PLANTÁVEL É CRIADA A PARTIR DA COROA DO ABACAXI

maio 05, 2021

 


A fim de substituir os plásticos, uma designer filipina chamada Pat Mangulabnan criou uma embalagem sustentável, isto é, um produto que pode ser plantado – após o uso, é claro. O recipiente foi criado pensando em embalar uma barra pequena de granola.

Sabe-se que no mundo, atualmente, muitas marcas buscam o selo ambiental de qualidade (figurativamente). Campanhas, estampas, ideias e ideais sobre a temática surgem a cada dia no âmbito empregatício, gerando um aspecto conceitual àqueles que aderem à causa. No entanto, o que muitos ainda não levaram em consideração foram as embalagens. No ramo alimentício, por exemplo, é onde estão as maiores alternativas ecológicas.


A embalagem plantável foi criada com Pinyapel, que nada mais é que um papel feito de folhas descartáveis de abacaxi. Foram abrangidas, ainda, sementes não invasivas e que se integram ao material. Com isso, a embalagem se torna também compostável.

Vale ressaltar ainda que o produto é impresso com tinta de soja orgânica casado, o qual une-se à uma embalagem de amido comestível.


O nome escolhido pela designer para chamar a caixa foi “Sprout”.

O Brasil, junto com a Costa Rica e as Filipinas, é considerado um dos maiores produtores de abacaxi do mundo. Por isso, a ideia da embalagem plantável é bem-vista por aqui e tem a possibilidade de ser implantada em breve.



You Might Also Like

0 comentários