REGAR ORQUÍDEA COM GELO DEIXA A PLANTA SAUDÁVEL: MITO OU VERDADE?

novembro 22, 2021

Cultivar orquídeas já virou um estilo de vida. Os iniciantes dessa área possivelmente já ouviram a história de que essas plantas não são grandes fãs da água, o que é um mito. Por acreditar nisso, os jovens cultivadores de orquídeas acabam cometendo um erro bastante comum, que é optar por métodos populares que “substituem” o cuidado adequado dessa planta. Dentre os variados métodos, destacam-se regar as orquídeas com dois copos pequenos de café ou até mesmo regar as orquídeas semanalmente com duas pedras de gelo, sendo esse último, portanto, o mais intrigante.


Popular nos Estados Unidos, a ideia de regar essa espécie de planta com gelo surgiu pelo fato de que lá as orquídeas são híbridas, as quais são comercializadas em lojas de departamentos com a premissa de serem fáceis de cuidar – tanto que nas embalagens contém os dizeres “just add ice”, que em uma tradução livre significa “basta acrescentar gelo”.

Embora a ideia de evitar excessos e facilitar o cultivo seja bastante plausível, essa técnica do gelo é pouco eficaz quando o assunto é regar orquídeas, uma vez que o gelo derrete devagar e a água que sobra percorre o substrato por meio de canais pré-formados, escoando sem umedecer de fato a planta.


A maneira correta de cuidar da espécie é regá-la com muita água corrente ou imergi-la, seja com mangueira ou apenas molhando-as ao levar os vasos à pia, tanque ou banheira. Feito isso, o vaso deve ser recolocado em seu lugar de cultivo, sem o pratinho embaixo, a fim de evitar acúmulo de umidade nas raízes. O processo deve se repetir sempre que o substrato estiver seco ao toque.

You Might Also Like

0 comentários